QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO NA POLÍCIA MILITAR DE MINAS GERAIS: uma análise baseada na natureza da atividade e na função policial.

Élida Patrícia de Souza, João Paulo Pereira de Souza

Resumo


O objetivo deste artigo é avaliar o nível de qualidade de vida no trabalho de policiais militares mineiros, considerando a natureza da atividade e a função policial, de modo a sugerir diretrizes para a elaboração de um Programa de Qualidade de Vida no Trabalho na Polícia Militar de Minas Gerais. Para tanto, foi realizada uma pesquisa descritiva e quantitativa, via aplicação de questionário online, em uma amostra de 171 policiais, baseando-se no modelo de Hackman e Oldham (1975). Os resultados apontaram uma satisfação em grande parte dos quesitos investigados, embora tenha revelado fatores de insatisfação ligados à falta de identidade da tarefa, de autonomia, de feedbacks, intrínseco e extrínseco, e de compensação. Os dados revelaram, ainda, satisfação elevada quanto ao ambiente social vivenciado. Vale dizer que as percepções variaram conforme o tipo de atividade e a função dos policiais, merecendo uma atenção especial por parte da Instituição durante a elaboração de seu Programa de Qualidade de Vida no Trabalho.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Psψcologia: Saúde Mental & Segurança Pública

Envie seu artigo

Os autores podem submeter seus artigos através da seção de submissão da revista. 

Indexado por: