INTELIGÊNCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA, DESINFORMAÇÃO E FAKE NEWS: COMO IDENTIFICAR ESSE PROBLEMA.

Davi Lopes Brocanelli, Paulo Tiego Gomes de Oliveira

Resumo


Os agentes do serviço de Inteligência de Segurança Pública têm a função de identificar se uma informação é falsa ou verdadeira e assessorar os tomadores de decisão que muitas das vezes precisam dar uma resposta rápida a uma determinada situação. Para compreender adequadamente o fenômeno da desinformação é preciso levar em conta fatores técnicos, sociais, econômicos e psicológicos diversos que condicionam a elaboração e o acesso de conteúdo desinformativo no contexto das novas mídias sociais. Essas mídias sociais são responsáveis pela disponibilidade ampla de tecnologias de edição e publicação de conteúdos textuais, visuais, em áudio e audiovisuais. Sendo assim, esse artigo buscará por meio de uma pesquisa bibliográfica exploratória autores que falam sobre os seguintes assuntos: desinformação, fake news, atividade de inteligência, serviço de inteligência da Polícia Militar de Minas Gerais. Será feito o uso da metodologia quantitativa através da aplicação de questionário aos agentes de segurança pública da Polícia Militar de Minas Gerais, pretende mensurar como esses agentes, ao tomarem conhecimento de uma determinada informação, conseguem avaliar se é uma desinformação ou Fake News.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 O Alferes



Envie seu artigo

Os autores podem submeter seus artigos através da seção de submissão da revista. 

Indexado por:

CAPES - Campus Rio Grande

       

 

Licença Creative Commons

A Revista O Alferes está sob a licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.